Displays no Museu Nacional Leonardo da Vinci, Sala TDK

Museo della Scienza e della Tecnica, Milão, Itália, design Bertero Panto; foto c
Museo della Scienza e della Tecnica, Milão, Itália; design: Bertero Panto; foto: cortesia de Bertero Panto.


Wave play na superfície sólida DuPont™ Corian® acompanha os visitantes na sua descoberta do som, na secção de som remodelada do Museu Nacional de Ciência e Tecnologia Leonardo da Vinci, em Milão

Uma onda sonora produzida por um instrumento de cordas. Essa é a fonte de inspiração das inovadoras soluções de expositores feitas com a superfície sólida Corian® na nova Secção de Som, na Sala TDK, do Museu Nacional de Ciência e Tecnologia Leonardo da Vinci, em Milão.  Corian® faz parte de um ambicioso projeto de renovação apoiado pela TDK Marketing Italia, uma filial da TDK Marketing Europe, realizada em colaboração com outros patrocinadores técnicos, incluindo a DuPont, e projetada pelo gabinete de arquitetura Bertero Panto, com sede em Milão.  

Graças à maleabilidade e às propriedades técnicas da superfície sólida DuPont™ Corian®, as soluções para os expositores do museu, um tipo de faixa com curvas que produzem um eco visual de uma onda sonora, são combinadas para criar um forte impacto visual, com uma sensação decididamente contemporânea e características funcionais importantes.  Conforme se desenvolvem pelo espaço, as faixas de superfície sólida Corian® formam prateleiras - ondas sonoras e tiras estendidas ao longo do piso - criando uma continuidade do projeto entre as várias partes da sala.

“A ideia da onda sonora é dar um toque moderno, divertido e teatral à configuração da Secção de Som da Sala TDK”, explica o arquiteto Fabrizio Bertero, do gabinete de arquitetura Bertero Panto, que projetou a sala. “A maioria dos visitantes do museu é composta por estudantes e precisamos de despertar a curiosidade deles imediatamente, estimulá-los a visitar e a se familiarizarem com o mundo fascinante da reprodução do som e da música”.

Adjacente à Galeria Leonardo da Vinci fica a secção Medição de Tempo e o Workshop do fabricante de instrumentos de cordas. A nova Secção de Som aproveita ao máximo o espaço limitado disponível (62,5 m²), graças ao uso da superfície sólida Corian® nas faixas em Pearl Grey “desdobrando-se” paralelamente às paredes mais longas (6,4 m) e a outras engenhosas soluções arquitetónicas de design de interiores. Isso inclui, por exemplo, uma parede de vidro opalina retro iluminada que parece ampliar a sala, e alguns armários de vidro ultraclaro que abrigam os objetos no expositor sem obstruir a visão.

“Neste projeto, queríamos destacar as muitas características dinâmicas do material de superfície sólida Corian®, incluindo os seus recursos de termomoldagem, resistência e design perfeito, graças às juntas invisíveis.  Apenas pense: a faixa mais longa mede 16,1 m e tem somente 13 mm de espessura, enquanto as ondas tem até 1,3 m de altura com uma largura de 56 cm. Portanto, nenhum outro material ter-nos-ia permitido obter essas formas com tal aparência monolítica”, continua Fabrizio Bertero.

Além da sua extrema maleabilidade, o material para as faixas tinha que ser suficientemente rígido para suportar os objetos para os quais fosse usado como prateleira; e que resistisse a “pisões” nas secções que foram rebaixadas para fazer parte do piso. O resto do piso é feito numa resina epóxi ácida verde, que cria um contraste agradável com o tom pálido de Corian® escolhido: um cinzento claro não texturizado.

Na área interativa, a faixa eleva-se para fazer parte da montagem da tela sensível ao toque (touch screen), com a qual os visitantes podem interagir com o computador. Nesta instalação, as diferentes propriedades da superfície sólida Corian® destacaram-se, como o seu agradável toque e superfície não porosa, o que facilita a sua limpeza e a torna resistente a manchas.