Residência particular ostenta design arquitetônico com revestimento externo.

Residência particular, Lisboa, Portugal. Projeto e foto de Duarte Pinto Coelho.
Residência particular, Lisboa, Portugal. Projeto e foto de Duarte Pinto Coelho.


Inovação tecnológica na arquitetura. Revestimento exterior DuPont™ Corian®  numa residência espetacular nos arredores de Lisboa.

Num ambiente luxuoso e exclusivo, o uso de revestimento exterior da superfície sólida DuPont™ Corian® num projeto residencial particular, perto de Lisboa, transforma a fachada na protagonista do projeto arquitetónico, dando à estrutura um caráter e personalidade únicos.  Novamente, um arquiteto abandonou o uso de materiais tradicionais e adotou a superfície sólida DuPont™ Corian® para revestimento exterior.

A especificação baseou-se nas qualidades inerentes que fazem de Corian® adequado a aplicações exteriores (inclusive criar painéis personalizados com um visual inteiriço): acabamento elegante, homogeneidade não porosa, resistência aos agentes climáticos e aos Raios UV e remoção fácil de inscrições.

Duarte Pinto Coelho, o arquiteto que criou o projeto, comenta: "Usamos o revestimento exterior DuPont™ Corian® quase por acaso. O cliente queria usá-lo no revestimento interior das áreas da cozinha e casa de banho.  Por isso, quando pesquisei sobre as características do material, descobri que era usado como revestimento exterior, como 'pele' para edifícios, e isso chamou-me à atenção".  

Os exemplos desta nova área de aplicação do material são o Seeko'o Hotel (Bordeaux, na França) e o Palais des Congrès (Abidjan, Costa do Marfim), que utilizam, respetivamente, 1.000 m² e 8.000 m² de superfície sólida DuPont™ Corian® em toda a extensão das suas paredes exteriores.

O arquiteto Duarte Pinto Coelho acrescenta: "As exigências do projeto foram decisivas: era necessário minimizar as necessidades de manutenção e criar uma estrutura uniforme - uma massa compacta e monolítica que reforçasse o impacto de uma grande parede 'cega' - com junções verticais de 1,8 m x 1,8 m, que pudesse ser montada facilmente e tivesse um visual especial e exclusivo."  Corian® foi a solução de todos esses requisitos.  As alternativas eram cimento aplicado ou pré-fabricado, grandes placas de pedra ou outras opções convencionais, mas o resultado seria um revestimento exterior com visual semelhante ao de tantos outros, sem a personalidade que desejávamos”.

"A instalação de DuPont™ Corian® correu exatamente como esperávamos que fosse: rápida, limpa, extremamente precisa e realizada pelos excelentes profissionais da empresa portuguesa Materfut.  Em relação às vantagens técnicas, é muito importante criar uma fachada ventilada e permitir o isolamento térmico em toda a área da superfície externa. Este sistema permite isso, e a cor de DuPont™ Corian® que foi escolhida (Glacier White) também ajuda, além do apelo estético, a refletir a luz solar e a reduzir a inércia térmica da construção.  Ao mesmo tempo, há a possibilidade de modificar uma dimensão ou um alinhamento e corrigir erros mais facilmente, com resultados perfeitos", comenta Coelho.

Simon Langlois (gerente de Desenvolvimento de Negócios, em Inovações em Construção da DuPont para Europa, Oriente Médio e África) explica que "a filosofia empresarial da DuPont tem raízes profundas na inovação com base na Ciência, na Tecnologia e na evolução contínua de materiais, produtos e tecnologias.  Corian® é um material que demonstra perfeitamente essa filosofia.  Foi concebido originalmente para substituir materiais convencionais de bancadas para residências e espaços públicos e tornou-se uma solução com desempenho superior para uma ampla variedade de aplicações.  Atualmente, também está presente nos mercados de arquitetura e construção — algo que, há alguns anos atrás, era considerado apenas como uma "visão futurista" —, oferecendo uma combinação especial de benefícios funcionais e estéticos e dando flexibilidade aos projetos num mercado dominado por materiais e soluções convencionais”.

"Esse projeto de revestimento exterior em Portugal é um marco importante para a superfície sólida DuPont™ Corian®.  A criatividade do arquiteto Duarte Pinto Coelho e as habilidades técnicas da nossa rede e dos nossos parceiros transformaram um belo conceito em realidade — uma realidade que será objeto de admiração da comunidade internacional de profissionais de construção, arquitetura e design", enfatiza Simon Langlois.

No total, foram usados 600 m² de DuPont™ Corian® (12 mm de espessura na cor Glacier White) no revestimento exterior da construção.  Uma estrutura dupla de alumínio foi usada para fixar os painéis feitos em Corian®: uma estrutura primária feita com perfis verticais e uma secundária que consistia em perfis horizontais. Os painéis foram presos aos perfis horizontais por meio de um sistema de fixação invisível.

Com esse sistema, é possível instalar um material isolante (nesse caso, uma espuma de poliuretano) e membranas à prova d'água/respiráveis entre os trilhos.  Ao mesmo tempo, esse sistema também oferece resistência excecional a impactos e a cargas positivas e negativas.  Neste caso, os painéis feitos com a superfície sólida Corian® têm 4,8 m de altura e 1,8 m de largura.  Eles foram pré-montados na fábrica e enviados para o local de obras em duas peças para fixação nos trilhos.

Duarte Jervis de Atouguia Pinto Coelho formou-se em arquitetura pela Universidade Lusíada de Lisboa (1994).  É sócio-fundador do estúdio Fragmentos de Arquitetura (1994).  Foi colaborador do arquiteto Ruy Jervis d’Athouguia (1988 a 1996).  Trabalhou na Sua Kay Architects com o arquiteto Rui Vieira Grego, entre 1996 e 2001. A Fragmentos de Arquitetura desenvolve atividades em diversos setores, atuando em diferentes áreas de arquitetura, urbanismo e espaços interiores.